Vereador reage e Hospital Estadual reabre as portas em Jaraguá

Uma ação administrativa adotada pelo Hospital Estadual Sandino de Amorim provocou uma onda de questionamento na cidade após informar que os pacientes seriam atendidos pelas portas do fundo.

A reação foi imediata, ou seja, rapidamente, vereadores e a comunidade manifestaram contra a ação do IBGH, órgão que administra o hospital.

Nas redes sociais, o médico e vereador Breno Leite (DEM) manifestou moção de pesar pela ação administrativa do IBGH, requerendo um atendimento humanitário no município, destacando que o fechamento da porta principal do hospital seria um retrocesso na saúde pública.

A postagem teve centenas de comentários, onde cidadãos reagiram em manifesto de apoio à reivindicação do médico.

Breno Leite foi servidor público do hospital por vários anos, sempre atendendo a população em horários fora de seu expediente, quando não estava no plantão, ou seja, a manifestação partiu de quem tem conhecimento de causa.

Segundo o vereador e médico, era comum, quando ele prestava serviço no hospital municipal ver famílias que moram na zona rural chegar de bicicleta em busca de um atendimento médico.

Depois de várias reclamações da sociedade, o IBGH reabriu a porta principal do hospital, onde volta com seu atendimento normal, com algumas restrições consideradas necessárias para o bom funcionamento.

O Hospital Dr. Sandino de Amorim recentemente foi transferido para a gestão de uma OS (Organização Social) mantida pelo Estado de Goiás.

Para o médico e vereador Breno Leite, a manifestação dos vereadores e comunidade foi importante para que o IBGH considerasse e reabrisse a porta do HEG em Jaraguá.

Share Button

você pode gostar também Mais do autor