Vazamento de amônia em Pirenópolis deixa funcionários de empresa intoxicados

Funcionários do frigorífico MRF Marfrig, em Pirenópolis, passaram mal após um vazamento de amônia. Um grupo de 38 pessoas foi levado ao hospital com náusea e dor de cabeça. O problema aconteceu na segunda-feira (2) após o aumento de pressão em um dos setores do estabelecimento, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

“Com a alta na pressão, a válvula de segurança se abriu e liberou o gás para a atmosfera na casa de máquinas, onde não fica nenhum funcionário. Mas uma corrente de ar fez com que essa nuvem saísse e entrasse em contato com os funcionários que estavam deixando a fábrica”, explicou o major do Corpo de Bombeiros, Ciro Martins da Silva.

Os funcionários foram socorridos e levados para o Hospital Ernestina Lopes Jaime. Segundo a assessoria de imprensa da unidade, nenhum deles sofreu intoxicação grave. Eles foram tratados com oxigênioterapia, corticoide e hidratação. Todos foram liberados por volta das 18h.

O frigorífico ficou interditado até que fossem feitas adaptações na unidade para evitar novos acidentes. “Hoje [3] fizemos uma nova vistoria no local e eles já fizeram todas as adequações necessárias, canalizando a amônia para um tanque com água, e já liberamos para funcionamento”, explicou o major.

Em nota, a Marfrig informou que todos os procedimentos de emergência foram imediatamente adotados e o problema, solucionado. A empresa explicou que está dando todo o apoio os funcionários intoxicados e que as operações da unidade já estão sendo retomadas.

Do G1

Share Button

você pode gostar também Mais do autor