Unidades prisionais do interior passarão por revistas diariamente

Após cinco armas e uma granada serem encontrados dentro de cela em cadeia de Goiás, chefe da Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP), Edson Costa afirmou que sistema penitenciário está “pronto para dar respostas”.

Segundo ele, foram determinadas revistas todos os dias em todas as unidades prisionais do estado, no entanto, a pasta não sabe explicar como os equipamentos chegaram até os presos e investiga como isso ocorreu.

“Pode ser vias de lançamento, corrupção de todos que têm um papel com o serviço, seja visita, advogado, servidor público. Não quer dizer que não vamos ter algum tipo de movimentação, pode ter, mas o sistema está pronto. Temos planejamento para dar as respostas necessárias. Não tem porque sociedade se preocupar”, afirmou coronel Edson.

Com a nova decisão da Administração Penitenciária (DGAP), as unidades prisionais do interior do Estado deverão seguir as determinações e realizar as vistorias.

Não foram informadas as condições das unidades prisionais do interior quanto as vistorias diáreas, como é o caso de Jaraguá e outros municípios. Uma rebelião ocorrida na unidade de Jaraguá no dia 27 de dezembro do ano passado, terminou com a morte do detento Elimar Moreira Cunha, morto degolado em uma cela por outros presos.

O Governo de Goiás anuncia a contratação de mais de 1.500 agentes de segurança prisional temporários, além da realização de concurso publico para o preenchimento de vagas em aberto.

Em Jaraguá, o Ministério Público, em conjunto com o Poder Judiciário e o Conselho de Segurança já prepara para o recomeço das obras da nova cadeia do município, obra paralisada há mais de dez anos, e que era, até então, de responsabilidade do Estado.

Izaias Sousa
Com informações do G1

Share Button

você pode gostar também Mais do autor