Publicado em: ter, fev , 2017

Tânia Oliveira streia como rainha de carnaval


Velha conhecida do Carnaval paulistano, Tânia Oliveira está comemorando os 17 anos de samba de uma forma inusitada: ganhando os holofotes no Rio de Janeiro. Em 2017, ela estreia como rainha da bateria da União da Ilha, que desfila no Grupo Especial carioca.

“Todo mundo me conhece em São Paulo porque frequento várias quadras, e no Rio não conheço ninguém. Já desfilei como musa em 2010 e só, sou uma desconhecida lá, então foi uma surpresa ser convidada para ser rainha de bateria. Estava esperando uma enxurrada de críticas, porque como é que uma paulista está no Carnaval carioca? Mas a comunidade me recebeu muito bem, como se eu já estivesse lá há muito tempo. Estou absurdamente feliz”, contou ela.
Com baixa quilometragem no Carnaval carioca, muita gente também se surpreendeu com a escolha de Tânia para o cargo, mas ela garante que não pagou para virar rainha.
 
“Adoraria ter dinheiro para comprar algo que me trouxesse tanta felicidade. Nada contra quem realiza um sonho desta forma, mas mesmo se eu tivesse dinheiro não faria assim. O meu foi um presente na minha vida mesmo”, contou. “Um amigo que tinha contato com o pessoal da União marcou uma reunião. Mas eu jamais tive a pretensão de ser rainha porque era uma coisa que estava fora da realidade, não era nem um sonho porque nunca tive a intensão. Mas confesso que já tinha uma simpatia pela União e acompanhava a escola nas redes sociais havia muito tempo”.
 
Com o novo cargo e novas responsabilidades, Tânia assume que sua indicação pode ter atraído olhares de gente que não torce muito pelo seu sucesso, mas prefere ignorar as energias ruins.
 
“Acho que a Ilha demorou bastante para escolher a nova rainha e acabou criando uma expectativa muito grande, mas não senti nenhuma alfinetada de ninguém. Tive apoio de outras rainhas do Rio de Janeiro, apoio de muita gente bacana e foi legal. Se tem também prefiro não dar bola, deixar passar, isso tem em todo lugar”.
 
Folia com dias contados
 
Aos 38 anos, a modelo contou que está com o reloginho da maternidade apitando alto e que pretende se ausentar em breve do Carnaval para realizar o sonho de ser mãe.
 
“Chega uma hora que a gente muda de prioridades, quero ser mãe logo e não quero que passe dos 40, então em breve terei que mudar o foco e me dedicar aos bebês – porque quero mais de um, quero ter uma família grande, três filhos”, avisou ela. “Mas amo tanto Carnaval que não preciso estar nos holofotes, posso estar nos bastidores ajudando a escola de alguma forma”.
 
Com o tema “Nzara Ndembu – Glória ao Senhor Tempo”, a escola da Ilha do Governador vai transportar o público para a África. Tânia Oliveira posou com looks inspirados no samba-enredo, em belas paisagens de Ibiuna, no interior de São Paulo.