Publicado em: qui, maio , 2017

Senadores do PT visitam familiares do estudante Mateus


Representantes da bancada do PT no Senado vieram a Goiânia nesta quarta-feira (3/5) prestar solidariedade ao jovem Mateus Ferreira da Silva, 33, agredido durante a greve geral por um policial militar.

Gleisi Hoffmann (PT-PR), Regina Sousa (PT-PI), Fátima Bezerra (PT-RN) e Lindbergh Farias (PT-RJ) estiveram no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) ao lado de familiares da vítima, bem como da deputada estadual Isaura Lemos (PC do B-GO) e do presidente da CUT Goiás, Mauro Rubem (PT).

Em vídeo postado nas redes sociais, os parlamentares conversam com a mãe de Mateus, Suzete Barbosa, e destacam a importância simbólica do que aconteceu com o estudante. “Tenho um filho de 21 anos e só pensava nele quando vi aquela cena. Trazemos o sentimento de muita gente no Brasil que está preocupada com Mateus. Lamento o período histórico que estamos vivendo, de muita violência. […] Não podemos aceitar essa escalada de repressão violenta contra tudo que se organiza. Estamos impressionados. Mateus simboliza resistência de muita gente”, disse Lindbergh Farias.

Para Regina Sousa, que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos no Senado, há uma intensificação grave da violação dos direitos humanos no país. “Vimos um novo método de tratar a população, principalmente os movimentos sociais. Mateus deve nos encorajar, ser energia para reagirmos contra o cerceamento da liberdade de manifestação. Viemos trazer solidariedade e dizer que estamos atentos”, garantiu.

Gleisi Hoffmann lembrou que a comitiva estava ali representando todo o Partido dos Trabalhadores e também o ex-presidente Lula. “É um ato de solidariedade não só política, mas como mães e pais também. Ficamos muito abalados, ontem na sessão do Senado foi motivo de muitas falas, todos estarrecidos com o nível de violência que chegou o Brasil. Digo a vocês que tem uma parte grande do povo brasileiro aqui hoje”, disse.

Jornal Opção