Secretária Lilian fala sobre os projetos e os desafios da educação

Em uma entrevista exclusiva ao Jaraguá Notícia, a secretária de educação Lilian Amaral Brandão, falou sobre os projetos e planos da Educação Municipal para os próximos anos, além de responder perguntas sobre vários temas de interesse da comunidade, incluindo os dos professores e servidores da pasta.

Os desafios são muitos, disse a secretária, a começar pela falta de recursos para atender as demandas, no sentido de atender os compromissos com planejamentos já para o próximo semestre de 2018.

Teremos êxito naquilo que nos não conseguimos fazer em 2017, diz a secretária. Lilian Brandão destacou ainda os vários objetivos alcançados, como os projetos pedagógicos, capacitação dos professores por meio de programas do Governo Federal por meio do PNAIC e outras ações. Todos os esforços estão sendo realizados para que a educação municipal continue com as melhores notas no IDEB, disse.

Ainda, segundo a secretária, há ações voltadas para o aparelhamento das unidades de ensino, como nas creches, por exemplo, juntando-se aos vários eventos voltados para alcançar as metas para o próximo ano, e que já tiveram início nesse primeiro ano de gestão.

Concurso para professores

Sobre os concursados que ainda não foram chamados, Lilian disse que houve continuidade na convocação dos professores aprovados em concurso, que, segundo ela, já foram mais de 19 profissionais convocados, e com a expectativa de chamar outros no próximo ano, mesmo com as dificuldades econômicas. No total, foram 49 profissionais convocados, desde a gestão passada até hoje, pontuou.

Lilian disse ainda que há muitas pessoas que estavam em outras áreas ou de licença e que foram remanejadas, cujos servidores vão trabalhar em algum lugar na educação, ou seja, será necessária uma gestão eficiente para colocar cada um na sua função. Lilian garantiu que não há como garantir a chamada de todos os aprovados até o fim da vigência do concurso.

Piso dos professores

Para a secretária, a Secretaria de Educação pagou três meses em atraso do piso da outra gestão, chegando aos 9.5% do total, com as devidas negociações com a classe e com o SINTEGO. Foram pagos os atrasados no mês de setembro e outubro, ou seja, há um déficit de 1,6% do total do piso para ser pago.

Segundo a gestora, os retroativos estão ajuizados, e a secretaria espera uma decisão da Justiça, mesmo porque, não há recurso suficiente para pagar os direitos da classe no momento.

“Temos que pagar, isso é fato. Faremos isso no próximo ano, é o que esperamos”, disse.

Sobre uma possível greve dos profissionais da educação, Lilian disse que não sabe se a classe tem interesse em fazer greve, mas garantiu que é da vontade do prefeito pagar o que é devido.

Pagamento das progressões

Quanto às progressões dos trabalhadores da educação, que são direitos adquiridos na base salarial, ela disse que há processos parados desde 2012. Há um levantamento sobre as progressões horizontais e verticais. “Não se sabe ainda como serão pagos, se por ordem alfabética, por função etc. Quando terminar a planilha será encaminhado para a assessoria financeira”, pontuou.

Eleições para diretores de escolas.

Sobre o processo de eleições para diretores das escolas municipais, Lilian Brandão disse que entende que o processo é democrático, como tem que ser, e já está discutindo sobre como será realizado o concurso.

Não há como fazer isso agora, já que a secretaria está investindo na capacitação dos diretores, inclusive, segundo ela, são mais de seis anos sem eleição, o que será conversado com o prefeito Zilomar Oliveira e com o SINTEGO no sentido de que tudo aconteça de forma democrática, ressaltou.

Cultura

Sobre os projetos da cultura, a secretária disse que os projetos estão sendo desenvolvido no sentido de se adequar as normas do Ministério da Cultura. Jaraguá tem pessoas muito capacitadas para movimentar a pasta. Segundo ela, já há um conselho montado, restando agora a parte de projetos. “Estamos nos organizado para que, no máximo em 2019 possamos ter uma cultura influente no município”, concluiu.

Ouça a entrevista na íntegra

Share Button

você pode gostar também Mais do autor