Promotor questiona publicidade da administração em nome do prefeito

Publicidades realizadas pela prefeitura de Jaraguá em emissoras de rádio estão na mira do Ministério Público de Goiás, principalmente porque os atos da administração estariam sendo divulgados em nome do prefeito Zilomar Oliveira (PSDB).

O prefeito também usa as redes sociais em seu próprio nome para divulgar a administração, o que, segundo o promotor Everaldo Sebastião de Souza, é ilegal, contrariando o princípio da transparência, da impessoalidade e de responsabilidade com os recursos públicos que paga as propagandas vinculadas nas emissoras de rádio.

Segundo o promotor, a prefeitura já foi notificada sobre caso, porém, até agora não houve mudança nas publicidades.

Caso a administração não faça as alterações nos spots vinculados nas emissoras e outros meios de comunicação, o MP poderá ingressar com uma ação contra o prefeito.

Aposentados da Previdência

Outro ponto focado pelo Ministério Público é a questão do atraso no pagamento dos aposentados e pensionistas da Previdência Municipal, já que a prefeitura vem parcelando os repasses para a Previ e usando o recurso disponível para quitar a folha de pagamento dos servidores comissionados, deixando de dar preferência aos aposentados, conforme havia sido tratado e firmado junto ao MP.

Retirada de placas em obras públicas

Em entrevista ao radialista Eduardo Almeida, da Rádio Cidade AM, o promotor falou ainda sobre as placas de obras públicas de outras administração que estão sendo retiradas para dar lugar para as placas da atual gestão, o que é ilegal, justifica o MP.

Falta de verbas, despesas com comissionados e propagandas que promovem a imagem do prefeito — passam a ser mais um capítulo da atual gestão, em seu segundo ano de administração do prefeito Zilomar de Oliveira (PSDB).

Share Button

você pode gostar também Mais do autor