Publicado em: seg, abr , 2017

Professores da Rede Estadual de Educação entram em greve em Goiás


Os professores da Rede Estadual de Educação entram em greve nesta segunda-feira (10), em todo o Estado.

O movimento grevista é liderado pelo Sintego (Sindicato dos Profissionais da Educação do Estado de Goiás).

Em Jaraguá, as escolas estarão sem aulas, com exceção do Colégio Sílvio de Castro Ribeiro, que agora é uma unidade de ensino com direção militar.

Na pauta de reivindicações dos profissionais estão: a cobrança do pagamento do Piso de 2016 e 2017; a Data-base dos administrativos de 2015 e 2016; a reformulação do plano de carreira dos administrativos; concurso público, o reajuste dos salários dos temporários, congelados desde 201 — e a luta contra a PEC 3458, do governo do Estado de Goiás, que congela por 10 anos os salários, quinquênios, progressões, licença-prêmio, concursos, e prevê a vinculação obrigatória de todos os Fundos Estaduais a uma conta única, que será administrada pelo poder executivo e não mais pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB), como é o caso da Educação. 

Os educadores estão insatisfeitos com um projeto de congelamento de salário por dez anos, de interesse do Governo de Goiás.

Segundo informações, os professores estão a um passo de sofrerem uma perda maior do que em 2012, quando foi reestruturado o plano de carreira por Marconi Perillo e Thiago Peixoto, que anexou titularidade como salário, no sentido de demonstrar que Goiás estava pagando as garantias acima de outros estados para os profissionais.

Informações do Sintego / GO

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail