Polícia investiga desaparecimento de adolescente em Uruana

A estudante Natálya Silva, de 13 anos, está desaparecida há dois dias em Uruana, na região central de Goiás. De acordo com a mãe da adolescente, a doméstica Givanilda Maria Faustino da Silva, Natálya relatou para a filha de uma amiga da família que iria fugir, mas não deixou nenhuma pista sobre aonde iria.

A mulher afirmou, nesta segunda-feira (4), que registrou o caso na Polícia Civil, e já visitou todos os lugares para onde a filha poderia ter ido, como a casa de colegas e de um ex-namorado.

“Ela saiu e foi na casa de uma amiga. Fomos lá, mas não tem nenhum rastro. Ela tinha mandado uma mensagem para um ex-namorado, que também não sabe de nada. A única coisa que a gente sabe, é que ela disse para uma menina de 7 anos que ia fugir, e que se alguém perguntasse, ela tinha que falar que ela saiu para comprar balinha”, contou.

A adolescente desapareceu por volta das 21h de sábado (2), em Uruana. Segundo a doméstica, filha saiu com um aparelho celular sem chip, com um cartão de memória e um fone de ouvido. Na casa da família moram os pais, a mãe de Givanilda, Natálya e o filho mais velho do casal, de 19 anos.

“A Natálya não costumava sair de casa, só de casa para o colégio, não era de sair muito. Então a gente ficou muito surpreso com esta atitude de fugir daqui, não tem motivo para isso, precisamos encontrar a minha filha”, desabafou a mãe.

A polícia  informado por telefone, às 7h20, que a família iria comparecer à polícia nesta manhã para prestar novos esclarecimentos para o prosseguimento das investigações.

Do G1

Share Button

você pode gostar também Mais do autor