Médico que teve ambulância negada atende particular, diz vereador

Após questionamento do médico Avimar Teodoro sobre o não atendimento por parte do Hospital Estadual Sandino de Amorim em fornecer uma ambulância para transportar uma criança com suspeita de meningite, o vereador Roberto Moreira (PP) questionou também o atendimento do hospital onde o profissional trabalha.

Segundo o vereador e representando a base do prefeito Zilomar Oliveira (PSDB), o médico que questionou o atendimento do IBGH atende em um hospital que cobra pelas consultas.

Para ele, ainda assim não justifica a falta de atendimento, onde usou a palavra do representante do IBGH, quando alegou que a falta de uma ambulância seria por não possuir uma viatura de socorro com padrões exigidos pela Vigilância Sanitária para o tipo de paciente em questão, no caso da criança.

O Hospital Maternidade onde atende o médico Avimar Teodoro passa por dificuldades financeiras por falta de repasse, tanto do Estado quanto por parte do município.

Roberto Moreira ainda destacou que o Hospital Maternidade faz internação pelo SUS, porém, questionou o atendimento do profissional, que em muitos casos é particular.

A unidade hospitalar também não tem ambulância específica para transportar pacientes em estado grave.

Segundo o médico Avimar, cerca de uma hora depois, a criança pela qual ele havia pedido uma ambulância foi atendida pelo SAMU.

Segundo o vereador Valdeni Galinha (PSB), o médico Avimar Teodoro havia atendido a criança fora de seu horário de plantão, devido o estado grave da mesma.

Nas redes sociais, dezenas de internautas manifestaram apoio ao médico citado, considerando que o ato em atender a criança foge das questões que envolvem pagamento.

Share Button

você pode gostar também Mais do autor