Publicado em: seg, jun , 2017

Em desabafo, Faustão alfineta TSE


Revoltado com a crise política instalada no Brasil, Fausto Silva alfinetou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dois dias depois da Corte decretar a absolvição da chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer, acusada de irregularidades na campanha das eleições presidenciais, em 2014.

O apresentador da Globo promoveu o desabafo enquanto conversava com alguns artistas convidados, em seu programa, em rede nacional, neste domingo (11).

“Numa situação desse país tão difícil… numa situação do país, que é o único no mundo que tem Justiça Eleitoral, gasta-se R$ 5 milhões por dia com ela e você vê o que está acontecendo”, disse Fausto Silva.

Um dos principais representantes da igreja católica, no Brasil, o padre Fábio de Mello entrou na discussão dizendo que o julgamento do TSE foi uma “vergonha que vivemos nesta semana”.

“Aqueles que até então estavam divididos, ficaram todos indignados por uma mesma causa. Somos um país que nem sempre pode contar com a Justiça que tem, o que é lamentável. E nós precisamos mudar isso em nossa atitude”, aconselhou o sacerdote.

Na discussão, o sambista Diogo Nogueira se exaltou um pouco e chamou os políticos de “bando de otários”. “Na verdade, esses caras são todos um bando de otários”, exclamou.

“É por isso que o Brasil tem que tirar os vários otários da frente”, justificou Faustão, acrescentando o seguinte recado. “E fica a lição para uma próxima eleição. Não adianta a gente reclamar de quem está lá dentro, porque quem os elegeu fomos nós (…) país rachado só interessa a corruptos unidos”, completou o comunicador.

No programa, Faustão tem intensificado cada vez mais as suas críticas sobre a classe política, mas poucas vezes foi tão explícito e direto em relação ao Judiciário brasileiro.