Com a nova DP, foco agora é a cadeia de Jaraguá, diz promotor

Com a construção e entrega da nova Delegacia de Polícia Civil de Jaraguá, o promotor Everaldo Sebastião de Souza, que adotou as obras em conjunto com o Poder Judiciário –, disse que agora é a vez de construir a cadeia pública.

Como se não fizesse parte do Estado, o município de Jaraguá está praticamente isolado das obras públicas do governo estadual, e, as que recebem benefício, estão sendo privatizadas para as OS (Organizações Sociais), como é o caso do Hospital Dr.Sandino de Amorim.

Construída com recursos de ações penais, a Delegacia de Polícia Civil de Jaraguá passa a ser um modelo para outras cidades que também estão no total abandono por parte do Governo Estadual.

Para o promotor Everaldo Sebastião de Souza, as obras, com apoio e integração entre os departamentos públicos, podem sim servir de modelo para outras comarcas, no total de 90 promotorias e juizados em Goiás.

O foco do MP agora é disponibilizar recursos para a nova cadeia pública da cidade, já que o prédio, ainda em construção — está praticamente abandonado e sem recursos para o término.

São mais de oito anos no total abandono, cujas obras nunca foi projeto do Governo de Goiás para a conclusão, ou  seja, a cadeia pública de Jaraguá é apenas mais uma das centenas que estão fora dos orçamentos de segurança prisional em Goiás.

Além da cadeia, o promotor citou ainda as reformas dos asilos no município, onde mais parece um depósito de gente do que instituições de abrigo.

Share Button

você pode gostar também Mais do autor