“Bolsonaro é a esperança de um Brasil melhor”, diz Wagão

O empresário e estudante de Direito, Wagner Camargo (Wagão) — emprega todo o vocabulário necessário para defender a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) para presidente do Brasil.

Detentor de uma oratória avançada, o empresário faz dela sua bandeira quando vai transmitir seus valores sociais, políticos e ideológicos, sempre enfatizando seu interesse em uma mudança para o País mergulhado em crimes, inclusive em corrupção sistêmica que contamina grande parte do Congresso Nacional e Senado.

Defensor ferrenho do governador Marconi Perillo (PSDB), Wagner chegou a postular uma vaga na Câmara de Vereadores de Jaraguá em 2015, também pelo PSDB, quando obteve 253 votos.

Desta vez, ele quer disputar uma vaga na Assembleia Legislativa de Goiás, contando com o apoio do pré-candidato Jair Bolsonaro (PSC-RJ), a quem defende como a esperança de uma mudança em todos os setores, muito especialmente no da segurança pública, considerada por ele como essencial na proteção e na manutenção da ordem social.

“O povo não quer a intervenção militar, e sim uma intervenção de valores, expresso nas urnas com votos de liberdade pela democracia”, diz.

Wagão ressalta que Bolsonaro tem em sua veia uma ordem social com base em regimentos militares, rígido para os bandidos que atormentam nossa nação e nossas famílias, mas é democrático para o povo, democracia que conquistamos por meio de muitas lutas, defende.

O empresário diz ainda que é a favor de um sistema que dá certo, como vem sendo no Governo Marconi Perillo em Goiás e do prefeito Zilomar, em Jaraguá.

Segundo Camargo, é preciso mudar as leis penais. Não é difícil, basta o Congresso acatar a vontade do governo, no caso do Presidente da República, e Bolsonaro quer essa mudança para o Brasil.

“O Brasil não suporta gente bonzinho no poder, o crime criou seu sindicato e se organizou. É preciso um governo forte, que sabe por onde combater essa mancha que se instalou no País”, concluiu.

Jair Bolsonaro defende várias mudanças no sistema eleitoral, sendo uma delas a substituição do voto eletrônico para o registro em papel, considerado por ele como mais seguro.

Ele também defende o porte de arma para o cidadão, considerando que todos têm direito a se proteger diante da inoperância do estado em políticas de segurança pública.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Jair Bolsonaro disse que é “imune à corrupção”.

Ele também disse que deseja que todos sejam felizes, inclusive os gays, e que gostaria de ver as crianças brincando de futebol, não de boneca, como querem ensinar nas escolas.

Para ele, o preso não tem direito nenhum, por isso ele está lá, e ali não há ressocialização.

Por onde passa, Wagner Camargo fala com as pessoas como velhos conhecidos, já que seu carisma faz dele uma pessoa popular em Jaraguá e em outras cidades de Goiás por onde passou e morou, como no Estado do Tocantins e Minas Gerais, lugares onde o empresário atuou como gerente de instituições bancárias.

Nas ruas, é comum ver o empresário de calçados conversando com crianças, jovens e idosos, e o tema nem sempre é política, já que sua ligação com a sociedade é para ele uma missão com prática diária.

Wagner Camargo é empresário do setor de calçados, estudante de Direito e Articulista.

Share Button

você pode gostar também Mais do autor