Publicado em: seg, jun , 2017

Após nepotismo, MP investiga funcionários fantasmas na Prefeitura


O Ministério Público de Goiás investiga a existência de pelo menos 30 funcionários fantasmas na Prefeitura de Jaraguá.

Após outra ação promovida pelo MP no sentido de apurar casos de nepotismo cruzado em órgãos da administração municipal, incluindo na Câmara de Vereadores, desta vez o Ministério Publico busca informações de pelos menos 30 servidores públicos efetivos que assinam o ponto e não trabalham.

Em entrevista, o promotor disse que é inadmissível que funcionários estejam recebendo sem cumprir com seus labores em suas devidas funções no serviço publico.

Se configurado a existência de servidores fantasmas, que existem e não aparecem, eles podem responder por improbidade administrativa, e ainda perderem o cargo com demissão do serviço público.

Em meios aos problemas relacionados ao funcionalismo público municipal, a Prefeitura de Jaraguá ainda deve enfrentar outro impasse frente à opinião pública, que é um projeto de lei enviado à Câmara, onde autoriza o aumento de salários dos servidores comissionados.

Ou seja, atender a demanda de abrigar servidores comissionados no quadro de funcionalismo vem sendo o maior desafio nos primeiros meses da administração de Zilomar Oliveira (PSDB).

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail